Artigos marcados com seca
jul
26

Ceará tem 87% de perda em safra de grãos

Sem chuvas regulares desde o segundo semestre do ano passado, os estados do Nordeste contabilizam perdas na agricultura e na pecuária. No Ceará, houve redução de 87% na safra de grãos de 2012, em comparação com 2011. Na Bahia, a produção do leite já apresenta queda de quase um terço, representando diminuição de 1,5 milhão de litros por dia. Produtores de Pernambuco também enfrentam perdas.

Desde setembro de 2011, não chove regularmente no Semiárido nordestino. Dos 178 municípios do Ceará, 162 tiveram perda de mais de 50% na produção de grãos, segundo dados do Comitê de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) do Ceará. Os grãos mais cultivados no estado são feijão, milho, mamona, arroz e algodão.

A pecuária também vem sofrendo as consequências da estiagem prolongada no Nordeste. Sem chuva, os pastos secaram e falta alimento para os animais. Os mais prejudicados são os pequenos produtores nordestinos que praticam a pecuária semiextensiva. No Ceará, o volume de chuvas entre os meses de março e junho no semiárido foi, em média, 47% menor que em 2011 e os pastos secaram.

A Faeb estima ainda perda significativa nas safras de feijão e milho, por falta de condições de plantio. O prejuízo é sentido também nas culturas permanentes, a exemplo da cacauicultura e da fruticultura.

Em Pernambuco, as perdas na produção de carne chegaram a R$ 824 milhões, além de mais R$ 32 milhões na pecuária de leite, entre os meses de março e abril, totalizando R$ 856 milhões, de acordo com dados da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco. A estimativa de perda de peso dos animais nesses três meses é de 30% para os bovinos e de 15% para os caprinos e ovinos.

jul
24

8 milhões de nordestinos são prejudicados pela seca

Autor 0    Categorias Regional     Tags ,

O Ministério da Integração Nacional (MI) estima que cerca de 8 milhões de pessoas sofrem com a falta de chuva na Região Nordeste. Desde setembro de 2011, não chove regularmente na região e meteorologistas já consideram esta como a pior seca dos últimos 30 anos.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), há possibilidade de chuva em algumas regiões do Nordeste, principalmente no litoral. Mesmo assim, as precipitações não serão suficientes para amenizar a situação. As temperaturas devem variar de 12 graus Celsius (ºC) a 37 ºC .

A Secretaria Nacional da Defesa Civil informou que 1.209 municípios já decretaram situação de emergência na Região Nordeste.

Balanço levantado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em 5 de julho aponta queda de 80% na produção de milho e feijão na região do semiárido.

jul
15

Reservatórios de água do RN estão com 65% da sua capacidade

O índice de água nos reservatórios dos municípios do interior do Rio Grande do Norte está em apenas 65,22 por cento da capacidade total do Estado.

A situação mais crítica se encontra no reservatório da cidade de Pilões, na bacia de Apodi/Mossoró, que está com apenas 9,15 por cento da sua capacidade máxima, que é de 5.901.875 de metros quadrados. A bacia de Trairi está com a situação mais grave, com 53% da capacidade dos seus reservatórios.

O homem do campo continua esperando uma solução para a crítica situação causada pela seca neste ano de 2012.

jul
12

Bolsa estiagem começa a ser paga no próximo dia 18

Os produtores rurais do Rio Grande do Norte que tiveram perda de safra em razão da seca começam a receber a partir do próximo dia 18 a Bolsa Estiagem. No Estado, serão contempladas com o auxílio emergencial 38.177 famílias. Para ter direito ao auxílio, as famílias beneficiadas devem residir em município onde foi decretado situação de emergência; viver da agricultura familiar, cuja condição deve ser comprovada com a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP); possuir renda familiar mensal de até 2 salários mínimos; estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e não ter feito adesão ao Programa Garantia Safra 2011-2012 (uma ação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar voltada para os agricultores familiares que sofrem perda de safra por causa da seca ou excesso de chuvas).

Pela Bolsa Estiagem serão pagas, no total, cinco parcelas no valor de R$ 80,00, cada uma.

jul
4

Câmara aprova medida que libera recursos para vítimas da seca no Nordeste

Autor 0    Categorias Economia     Tags , ,

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite de ontem (3), a Medida Provisória (MP) 566 que libera recursos de R$ 706,4 milhões para atender às vítimas da seca na Região Nordeste. O dinheiro é destinado aos ministérios da Integração Nacional e do Desenvolvimento Agrário. A MP segue agora para a apreciação do Senado.

A aprovação da medida provisória ocorreu após longo processo de obstrução dos partidos de oposição, que lançaram mão de dispositivos regimentais para adiar a votação. O DEM e PSDB obstruíram os trabalhos em protesto pelos critérios de liberação das emendas parlamentares ao Orçamento da União, com o argumento de que o governo vem privilegiando os partidos da base aliada.

jun
28

Aumenta o número de municipios em situação de emergência por causa da seca no Nordeste

Aumentou para 1.134 o número de municípios do semiárido brasileiro onde foi declarada situação de emergência por causa da estiagem. Na comparação com balanço divulgado na primeira quinzena de junho, 121 localidades passaram a integrar a lista da Secretaria Nacional de Defesa Civil.

Este ano choveu pouco no interior do Nordeste em fevereiro, março, abril e maio meses em que seria normal haver precipitações no semiárido.

jun
19

Seca atinge 139 municípios do RN e provoca desabastecimento no Programa Leite

Atualmente já são 139 municípios do RN que estão sofrendo com a estiagem, o que tem comprometido a agricultura e também a produção de leite. O RN tem uma demanda diária de 155 mil litros.

A seca já provocou uma redução deste abastecimento em 30%. No Seridó, a escassez do leite compromete a sua oferta junto ao Programa, já que a pequena produção é direcionada para a venda às queijeiras.

De acordo com o diretor da Emater, Ronaldo Cruz, o governo vem adotando medidas para diminuir essa escassez, como por exemplo, o preço do leite de cabra foi ampliado para R$ 1,50 e o da vaca para R$ 0,83. Esses valores estão acima da média dos demais estados da região, sendo o terceiro melhor preço do Nordeste.

 Além disso, a remuneração desses recursos são creditados diretamente na conta do produtor, sem a intermediação dos laticínios e sem descontos, o que confere maior ganho e transparência nos pagamentos.

 

jun
19

Obras da adutora de Laginhas começam nos próximos dias

Autor 0    Categorias Estado     Tags , , ,

A Construtora Canteiro Construções LTDA está oficialmente autorizada a começar as obras de construção do Sistema Adutor da Comunidade Laginhas, na zona rural de Caicó. O prazo de execução é de 90 dias, e os serviços serão executados no valor de R$ 727 mil, 706 reais e 80 centavos.

Segundo informações do blog de Marcos Dantas, a empresa já alugou casa na comunidade, e os serviços começam nos próximos dias.

jun
18

Rio Grande do Norte é o terceiro estado mais afetado pela seca no Nordeste

Autor 0    Categorias Estado     Tags , ,
A chuva não cai em 1.013 municípios nordestinos há meses. Esses municípios decretaram Situação de Emergência até a última semana em razão da estiagem que assola a Região. São quatro milhões de pessoas afetadas diretamente pela falta de água. A temporada de chuva no interior ocorre entre fevereiro e abril, mas este ano praticamente não choveu. Em Municípios litorâneos do Nordeste, chove desde a última quarta-feira, 13 de junho.
A Bahia é o estado mais afetado pela seca, com 230 Municípios em Situação de Emergência. São mais de 500 mil pessoas afetadas, de acordo com a Defesa Civil do Estado. A Paraíba tem 197 Municípios na mesma situação, seguida do Rio Grande do Norte, com 139.
jun
14

Apenas metade dos municipios afetados pela seca estão aptos a receber ajuda do Governo Federal

Dos 139 municípios que sofrem com a estiagem no Rio Grande do Norte, apenas 66 criaram suas coordenadorias. O problema foi discutido durante a reunião do Comitê Estadual de Combate aos Efeitos da Seca, realizada na última segunda-feira (11), na Governadoria.

“É importante ressaltar que se as prefeituras não agilizarem o processo de criação das coordenadorias municipais elas não poderão solicitar o Cartão de Pagamento de Defesa Civil, o que inviabilizará o recebimento do auxílio financeiro do Governo Federal. É de suma importância a entrega da documentação necessária para a criação de uma conta no Banco do Brasil, em nome do município, para que seja entregue o Cartão Bolsa Estiagem”, explicou o coordenador Tenente Coronel BM Acioli.

Após a criação das coordenadorias, via lei municipal, é preciso dar entrada no Cartão de Pagamento. Até o momento, apenas cinco municípios, Cel. João Pessoa, Antônio Martins, João Câmara, Caicó e Venha Ver, estão com o processo encaminhado para receberem o Cartão.

jun
14

Ministra anuncia proposta para renegociação de dívidas rurais

A ministra Ideli Salvatti, das Relações Institucionais da Presidência da República, anunciou ontem pela manhã, durante reunião da Bancada do Nordeste na Câmara dos Deputados, a proposta do governo para renegociação das dívidas rurais dos agricultores atingidos pela seca.

A renegociação permitirá que os produtores com dívidas em atraso, ou em execução, tenham acesso às ações para custeio das áreas atingidas pela seca, anunciadas pela presidente Dilma Rousseff recentemente.

Serão renegociadas dívidas de até R$ 12 mil dos agricultores familiares e de R$ 12 mil a R$ 100 mil dos demais. Os recursos serão de fontes diversas do Tesouro Nacional, num montante de R$ 1,5 bilhão.

mai
21

Preço do milho aumenta na Conab

Autor 0    Categorias Estado     Tags , , ,
O primeiro carregamento de milho vindo do Mato Gosso para Caicó, chegou hoje (21) a CONAB.
Após luta do deputado feredal Henrique Eduardo Alves (PMDB), o produto também chegou aos armazéns da empresa nas cidades de Currais Novos, Assú e Mossoró.
Segundo os produtores, a saca de 60 quilos está sendo adquirida ao preço de R$ 33,60, R$ 1,20 à mais que das últimas vezes.
Já com a corda no pescoço, os produtores esperam agora, uma ação da bancada federal do estado, no sentido de presionar o governo pela redução do preço do milho, já que está sendo difícil demais enfrentar problemas causados pela seca.
mai
21

Governo do RN no combate aos problemas causados pela seca

Municípios do Alto Oeste do Rio Grande do Norte serão atendidos pela Adutora Alto Oeste. A ordem de serviço à conclusão do sistema adutor será assinada na sexta-feira, 25, em Pau dos Ferros, pela governadora Rosalba Ciarlini. Até a conclusão desses serviços o Governo do Estado abastecerá essas cidades por meio de carro-pipa, em atuação junto com o Exército Brasileiro.

O Governo do Estado está investindo R$ 2 milhões na restauração e consertos de 140 poços tubulares em todo o Rio Grande do Norte.

A governadora Rosalba também virá ao Seridó para anunciar pequenos sistemas adutores para atender comunidades que também sofrem, e muito, com problemas com a falta de água.

mai
20

Dez cidades da PB cancelam shows por causa da seca

As cidades Maturéia, Paulista, Ouro Velho, Caturité, Teixeira, Sumé, Joca Claudino, Emas, Mãe D´agua e Patos, cancelaram ou mudaram a sua programação de festas juninas para este ano de 2012.

O motivo é a seca que, segundo dados do Governo do Estado, assola mais de 190 cidades do Estado. Na semana passada, o Governo Dilma Rousseff reconheceu a situação de emergência em 170 dos 223 municípios paraibanos.
A mais recente mudança – que gerou grande polêmica – aconteceu na tarde desta quinta-feira (17) na cidade de Patos, onde acontece o 2º maior São João do Estado – perdendo apenas para Campina Grande, terra do Maior São João do Mundo.
O prefeito Nabor Wanderley anunciou o cancelamento da banda Aviões do Forró e do cantor sertanejo Michel Teló e uma alteração no número de dias de festa – de 13 para 10.
A decisão gerou polêmica na rede social twitter, onde a hashtag #LutoSaoJoaoDePatos atingiu a marca do terceiro assunto mais comentado do Brasil.
De acordo com o prefeito, o principal motivo da redução de dias do evento foi a preocupação da população em relação à seca.
“Não podíamos cancelar um evento tão grandioso e que gera emprego e renda para a nossa cidade. Por outro lado, entendemos a preocupação das pessoas em relação ao longo período de estiagem que tem afetado a nossa região”, ressaltou Nabor.
mai
19

Secretaria de Estado de Agricultura, da Pecuária e da Pesca, emite nota sobre seca e aftosa

Autor 0    Categorias Estado     Tags , ,

Seca

A rapidez nas providencias tomadas pelo governo do Estado para dar assistência aos municípios que passam pelo flagelo da seca, levou o Rio Grande do Norte a ter uma posição diferenciada frente aos demais Estados atingidos pelo fenômeno da seca. Dos 293 municípios que tiveram o estado de emergência reconhecido pela Secretaria de Defesa Social, até o dia 27/04, 139 são do RN.

A governadora Rosalba Ciarlini tem demostrado compromisso com o setor agrícola, bem como o interesse de debater, em conjunto, as ações de convivência e combate à seca. Para tanto, criou, por meio de decreto, o Comitê Estadual para Ações Emergenciais de Combate aos Efeitos da seca. O Comitê reúne representantes de diversos órgãos a nível municipal, estadual, federal e entidades ligadas à agricultura.

Com previsões pessimistas para os próximos meses em relação ao clima, já que 2012 deve registrar uma das piores secas dos últimos cinquenta anos, as articulações do Governo do RN e órgãos do Governo Federal estão gerando ações positivas para o estado. Como o Seguro Garantia Safra, que vai beneficiar 37.138 famílias no Estado e será pago em cinco parcelas de R$ 136,00, no total de R$ 680,00, já começando no mês de junho. A contrapartida do estado é de R$ 1,5 milhão, já liquidado.

As famílias que não estão inscritas no Seguro Safra também farão parte de outro programa, chamado Bolsa Estiagem, com investimentos de R$ 200 milhões, onde serão pagos a cada um R$ 400,00 divididos em cinco parcelas de R$ 80,00.

Outra ação que já está sendo implementada, e foi anunciada pela Governadora, é a construção de 18 mil cisternas, onde 2.800 já se iniciaram, além de convênios com a Fundação Banco do Brasil, Funasa, Incra e Ministérios do Governo Federal para a construção de outras cisternas a serem distribuídas em todo estado. Além disso, há a construção da Adutora do Alto Oeste, com previsão para término entre oito e doze meses, que vai beneficiar diretamente os municípios dessa região; a construção de barragens submersas e pequenas adutoras no Seridó, que vai beneficiar as comunidades de Lajinha, Palmas e Barra da Espingarda; e adutora Santa Cruz  Mossoró, que já está dentro do planejamento das ações do Estado onde a Caern já recebe o material para a obra.

Aftosa

A campanha contra a Febre Aftosa está em bom andamento. O trabalho em conjunto, desempenhado pelo Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (IDIARN), e o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (EMATER), nos dar, com base em informações verídicas e documentadas, a certeza de que o estado de restrição de trânsito animal será solucionado.
A atualização do Cadastro das Propriedades Rurais já supera 76 % e deverá ser concluída ainda este final de semana. Para isso, os técnicos do IDIARN e da EMATER estão em campo, initerruptamente.

Até o dia 10, entraram no RN, 700 mil vacinas, e, foram vendidas 432 mil até o dia 15. Numero absolutamente maior que o mesmo período da campanha do ano passado. O que nos faz crer que os criadores continuarão fazendo a sua parte, o que possibilitará o Governo cumprir as outras etapas do cronograma de atividades e fazer o Rio Grande do Norte avançar para Área Livre com Vacinação.

A possibilidade de não haver a Festa do Boi, não passa de mera especulação. Mesmo diante da seca, a EXPOLEILÃO aconteceu e todos os lotes foram comercializados. O que prova a força do agronegócio em superar dificuldades.

A postura do atual governo é de debater de forma equilibrada, construindo soluções com responsabilidade. É dessa forma, que estamos reconstruindo e avançando o Rio Grande do Norte.

 

Atenciosamente,

Fredson Oliveira
Subcoordenador de Comunicação da SAPE

mai
16

RN receberá do Governo Federal R$ 2,4 milhões para construção de poços artesianos

Autor 0    Categorias Estado     Tags , ,

Segundo o secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Gilberto Jales, esse é o valor garantido até o momento, mas o Governo do Estado pleiteia um aumento. A demanda do Estado é maior do que o dinheiro prometido pelo Governo Federal. Seriam necessários R$ 14 milhões para atender à necessidade das famílias em zona rural, de acordo com Gilberto Jales. O valor liberado significa 17% do necessário para o RN.

Os recursos, que não precisam de contrapartida do Governo do Estado, serão usados para perfurar e instalar poços nas comunidades rurais do Estado. Não há ainda uma definição de como operacionalizar isso. Uma reunião com todos os secretários de recursos hídricos dos estados do Nordeste está agendada para hoje, com a presença do secretário Gilberto Jales. O titular da Semarh afirma que há 820 poços já perfurados, mas ainda não instalados em todo o Rio Grande do Norte.

Além da parte emergencial, o Governo do Estado irá receber R$ 26 milhões para investir em sistemas simplificados de abastecimento de água e construção de barreiros. O Governo precisa pagar 10% dessa verba como contrapartida, além de arcar com os custos operacionais, como os veículos, a diária dos servidores e técnicos, etc. Também existem recursos para construir 16 mil cisternas, embora o secretário não tenha confirmado o total de dinheiro alocado para esse programa.

O pleito total do Governo do Estado frente a União foi de R$ 170 milhões para obras estruturantes nas regiões afetadas pela seca. Os projetos básicos de algumas dessas obras, que podem diminuir o sofrimento com a seca no interior do Estado não somente esse ano, mas a longo prazo, devem ser levados hoje a Brasília.

mai
7

Com desaceleração e prejuízos, pecuária do RN busca incentivos

Um estudo feito pelo Sebrae/RN, que avaliou a produção do leite bovino do estado no período de 1995 a 2010, revela a estagnação do setor puxada pela queda na produção, estiagem, atrasos no pagamento do Programa do Leite e aumento no custo de insumos para a produção leiteira do Rio Grande do Norte.

O recuo na produção de leite nos últimos anos é de cerca de 36%. Em 2010, de acordo com dados da Pesquisa  Pecuária Municipal do  IBGE, a produção diária era de 628.645 litros, em 24.358 estabelecimentos rurais no Estado. Atualmente, não ultrapassa os 400 mil litros por dia.

Com a estiagem, de acordo com previsões meteorológicas a mais severa  desde a década de 1960, o setor espera, embora sem estudo específico, queda acentuada da produção.

Um dos caminhos apontados pelas entidades para incrementar a  competitividade, é a desoneração tributária.

mai
5

Ajuda para os agricultores atingidos com a seca no Nordeste

Autor 0    Categorias Estado     Tags , ,

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou em reunião extraordinária na sexta, dia 4, a criação de três linhas de crédito, com valor total de R$ 1 bilhão, para financiar agricultores e empresas prejudicadas pela seca na região Nordeste. Cada interessado poderá tomar até R$ 100 mil em empréstimos para investimentos. O prazo para contratação dos financiamentos é 30 de dezembro de 2012. O texto aprovado pelo governo diz que esses recursos devem ser destinados “preferencialmente” aos projetos “que possam contribuir para convivência sustentável com os períodos de seca ou estiagem”.

Para os agricultores, o prazo máximo do financiamento é de oito anos, com carência no pagamento nos três primeiros anos. Para empresas, são cinco anos de prazo máximo, com um ano de carência. Para os dois segmentos, o juro é de 3,5% ao ano.

Além do crédito para a agricultura comercial há ainda novo crédito para os produtores familiares. Nesse caso, as condições são mais favoráveis: juro de 1% ao ano e até dez anos para quitar a dívida, sendo que não há parcelas para pagar nos três primeiros anos do empréstimo. Para agricultores familiares o limite de crédito por cliente é de até R$ 12 mil, dependendo do perfil do produtor, e o dinheiro é voltado à irrigação, formação e melhoria de pastagens, formação de pomares e assistência técnica.

mai
4

Seca: safra de laranja terá queda de até 15%

Autor 0    Categorias Brasil     Tags , , ,

A safra 2012/2013 de laranja do Cinturão Citrícola de São Paulo e Triângulo Mineiro terá uma queda de 15% em relação ao fechamento da safra anterior, segundo estimativa divulgada pela Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR). A expectativa é que sejam produzidas 364 milhões de caixas de laranja de 40,8 kg nesta safra.

Na safra 2011/2012, os agricultores produziram 428 milhões de caixas, superando a estimativa de 387 milhões de caixas. O aumento ocorreu, principalmente, pelo crescimento dos frutos, causado pelo excesso de chuvas e prolongamento do período de processamento.

Neste ano, entre fevereiro e abril, o nível de precipitação ficou abaixo da média histórica, o que pode afetar negativamente o desenvolvimento da próxima safra, de acordo com avaliação da CitrusBR.

mai
3

Gilmar Bistrot afirma que seca continua em 2013

Autor 0    Categorias Estado     Tags , ,
Em reunião na manhã desta quarta-feira (02) entre o setor de meteorologia e o Corpo de Bombeiros do RN, o meteorologista da Emparn, Gilmar Bristot, disse que não haverá inverno em 2013 no semi-arido potiguar. Briotot disse que mesmo alegando antecipação, não estava otimista. Segundo ele, essa condição no estado, que hoje é permanente de seca, deve prevalecer no próximo ano.
Vamos rezar a Deus, que ele erre de novo. Para 2012, os meteorologistas deram previsão de inverno normal ou acima da média. Deu em seca.
Assim como as previsões foram erradas para este ano, vamos torcer para que eles estejam errados na previsões do próximo ano também.
abr
28

Seca: Agricultores do estado serão beneficiados por medida provisória

A Câmara analisa a Medida Provisória 566/12, que libera R$ 704,4 milhões para atenuar os efeitos da seca no Nordeste. O dinheiro será dividido entre os ministérios do Desenvolvimento Agrário e da Integração Nacional e vai financiar compensações a agricultores e ações de defesa civil, como a contratação de carros-pipa para atender à população afetada pela estiagem.

A MP foi assinada na última segunda-feira (23), data em que a presidente Dilma Rousseff se reuniu com governadores dos estados nordestinos para discutir a seca, considerada a pior dos últimos 40 anos.

Dados da Secretaria Nacional de Defesa Civil apontam cerca de 840 municípios em estado de calamidade ou emergência por causa da seca em oito estados. Desses, 243 estão na Região Nordeste.

abr
20

Caicó em estado de emergência devido a seca

Autor 0    Categorias Caicó     Tags , ,
O prefeito de Caicó/RN, Bibi Costa (PR), publicou no Diário Oficial do Estado, edição desta sexta-feira (20), o Decreto nº 287/2012, declarando “situação de emergência, como definido no inciso III, do art. 2º, do Decreto Federal nº 7.257, de 4 de agosto de 2010, a situação anormal provocada pela falta de chuvas na zona rural do município”.
Para tanto, o chefe do Executivo municipal considera no documento a não ocorrência ou reduzida ocorrência de chuvas no município no período compreendido entre os meses de outubro de 2011 e fevereiro de 2012; que a zona rural do Município já se encontra afetada, com a falta de água para a produção agrícola e pecuária, bem como para o consumo humano e animal.
A administração municipal já vendo sendo demandada freqüentemente para solucionar as conseqüências desta situação em diversos pontos da zona rural, onde há concentração mais numerosa de habitantes; que para o restabelecimento da situação de normalidade há necessidade de reforço ou suplementação dos recursos do Município pelos Governos Estadual e Federal. No artigo 2º, que trata da mobilização da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, fica determinado no inciso II: “a elaboração e execução do plano de assistência, compreendendo, dentre outras ações, o fornecimento de água potável; a regularidade de funcionamento dos serviços públicos essenciais na zona rural; a execução de serviços de apoio à produção agrícola e pecuária; e a distribuição de meios de subsistência às famílias devidamente identificadas como deles necessitadas”.
abr
15

Produtores rurais atingidos pela seca podem renegociar dívidas

Autor 0    Categorias Brasil     Tags

Os produtores rurais que têm atividades em municípios atingidos pela seca, ganharam aumento do prazo para renegociar essas dívidas, podendo prorrogar aquelas que têm vencimento entre primeiro de fevereiro deste ano e primeiro de fevereiro do ano que vem.

Essa decisão vai beneficiar todos aqueles que contrataram custeio ou investimento e não possuem cobertura de seguros agrícolas. Para os agricultores incluídos no Pronaf que praticam a agricultura familiar e têm cobertura do Proagro, a renegociação do vencimento pode ser feita por até cinco anos.

Essas decisões foram aprovadas na reunião do Conselho Monetário Nacional realizada quinta-feira passada. O secretário adjunto de Assuntos Econômicos do Ministério da Fazenda João Pinto Rabelo, foi quem anunciou à imprensa: “Essas medidas foram adotadas para tranquilizar os agricultores que tiveram prejuízos com secas na região Nordeste” – afirmou Rabelo.  Ressaltando ainda, que essa decisão se estende a todos os agricultores da região Norte, como o Acre e Amazonas, atingidos pelas enchentes.

abr
12

Câmara de Caicó entregou carta de intenções ao governo sobre combate à seca

Autor 0    Categorias Caicó     Tags ,

O presidente da Câmara Municipal de Caicó, Leleu Fontes (PSB), entregou uma carta de intenções à governadora Rosalba Ciarlini (DEM), apresentando algumas medidas que visam aplacar a situação de emergência em que se encontram muitos agricultores familiares devido à estiagem. O documento foi entregue nesta quinta-feira, 12, e estava subscrito por todos os vereadores caicoenses.

De acordo com o presidente, o documento pede a assinatura das ordens de serviço para construção das adutoras nas comunidades rurais da Barra da Espingarda, Sabugi e distritos da Palma e Laginhas; parceria com a prefeitura municipal para que, através da CAERN, possa fornecer o abastecimento com carros-pipas para mitigar os afeitos da seca nas comunidades rurais do município; perfuração de poços artesianos e instalação de equipamentos de captação de água; e intermediar junto ao Departamento Nacional de Obras Contas as Secas (DNOCS) a liberação de recursos oriundos do Governo Federal, para a recuperação dos açudes foram destruídos no ano de 2011.

“Essas solicitações são um reflexo do anseio dessas comunidades, do diagnóstico da seca na região e têm o propósito de melhorar o abastecimento d’água e minimizar a carência de água”, declarou Leleu.

abr
11

Senador lamenta efeitos da seca no Rio Grande do Norte

Autor 0    Categorias Estado     Tags ,

Em pronunciamento nesta terça-feira (10), o senador Paulo Davim (PV-RN) lamentou a seca que seu estado, o Rio Grande do Norte, vem enfrentando. Segundo o senador, a falta de chuva tem deixado pequenos agricultores e pecuaristas em estado de alerta.

Davim informou que o governo estadual recebeu, na última semana, relatórios de diversos órgãos com dados que recomendam a decretação de estado de emergência em vários municípios, por conta da gravidade da situação.

– O governo está decretando estado de emergência em 139 municípios e deve abrir frentes de trabalho para aliviar a situação – informou o senador.

Davim disse que dados da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Empavrn) mostram que 143 dos 167 municípios do estado estão com chuvas bem abaixo do normal. De acordo com o senador, o município de Mossoró, maior cidade do interior, registrou 83% menos chuva em relação ao ano passado, o que comprometeria diretamente a cultura do milho.

O senador também informou que a estiagem de 2012 já levou à perda de toda a agricultura de sequeiro e mais de 70 municípios estão precisando de carros-pipa para abastecimento de água. Davim pediu atenção do governo federal à situação dos estados que enfrentam a seca. Ele sugeriu a abertura de linhas de crédito especiais para os agricultores em situação de dificuldade de produção.

– A seca tem tirado o sono e o brilho do olhar do homem do campo – lamentou o senador.

abr
9

Governo apresentará sugestões para conter problemática da seca

Autor 0    Categorias Estado     Tags

A governadora Rosalba Ciarlini, à exemplo de outros governadores do Nordeste, viajará a Brasília para pedir ao Governo Federal recursos com o objetivo de colocar em prática providências que atenuem o problema da seca no Rio Grande do Norte. Dos 139 municípios em situação de seca no semiárido, 71 deles já fazem uso de carros-pipa para garantir o abastecimento. O quadro de estiagem atinge aproximadamente 500 mil pessoas.

Entre as prioridades apontadas, estão a construção de mais barragens subterrâneas, obras que fazem parte do programa Segunda Água, e o incremento da agricultura irrigada junto aos pequenos produtores.

Outra sugestão é a facilitação do uso da “tarifa verde”. Segundo o diretor-geral da Emater-RN, Ronaldo Cruz, ela oferece uma redução de 73% no valor da tarifa para o sistema de irrigação no período noturno. No entanto, o alto custo do medidor para a aferição diferenciada inviabiliza a utilização desse benefício pelos agricultores familiares. A sugestão, com o decreto, é tentar subsidiar o valor do aparelho junto à concessionária de energia elétrica.

Entre as outras providências, estão as liberações imediatas de todas as emendas parlamentares destinadas ao setor rural do Nordeste, o descontingenciamento orçamentário dos Ministérios da Agricultura (MAPA), Desenvolvimento Agrário (MDA), Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e Integração Nacional para ações destinadas ao Nordeste. Outra providência é a liberação do Fundo Social do BNDS para aplicações em investimentos que reforcem o trabalho dos pequenos produtores. Também está listada a liberação mais rápida dos recursos do Garantia Safra. O benefício é pago a todo agricultor familiar que sofre prejuízos provocados pelas variações climáticas (seca ou enchente).

abr
8

Situação da seca se agrava no RN e em todo Nordeste

Autor 0    Categorias Regional     Tags , ,

Cada vez mais se configura um quadro grave, de seca no Rio Grande do Norte e na região Nordeste do Brasil. Aqui no nosso Estado, as previsões da Emparn têm decepcionado os agricultores, pois desde o início, quando começaram a ser anunciadas pelo serviço de metereologia daquela instituição, através de Gilmar Bristot, sempre fizeram previsões de um bom inverno.

Agora o RN atinge um período crítico, e todos os prazos e previsões estão sendo esgotados, sem que comecem de fato, as chuvas aguardadas pelos agricultores e pecuaristas. Principalmente no semiárido do Estado, que representa praticamente noventa por cento do território, a falta das chuvas começa a transformar a angústia do sertanejo em desespero.

O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Agricultura (Conseagri), Eduardo Sales, que é secretário de Agricultura da Bahia, disse que o Conseagri entregou ao ministro, o pedido de prorrogação por mais dois anos dos prazos de financiamento de custeio que vencem este ano, por causa da incapacidade de pagamento dos pequenos, médios e grandes produtores rurais devido a ocorrência da seca.

A mesma reinvindicação seria feita pelos secretários, ao Ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, do PT do RS, que também receberá o documento. “Sou engenheiro agrônomo e na minha vida nunca tive notícia de uma sêca como essa. Falta água para consumo humano e para matar a sede dos animais. Tenho notícia de frigoríficos de caprinos e ovinos que estão abatendo oitenta por cento das fêmeas”. Ele informou que algumas medidas emergenciais estão sendo adotadas pelo governo da Bahia, mas que o goveno federal também terá que atuar, pois a situação está se agravando muito.

Siga-nos no Twitter! Siga-nos no Twitter!
@blogdoserido

Twitter

    Últimas

    Arquivos

    Lista de Links

    Previsão do Tempo

    Visitas ao Blog do Seridó