Artigos da categoria Economia
out
19

Economia com o horário de verão deverá ultrapassar 250 milhões de reais

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A economia com o horário de verão será menor neste ano por causa da forte estiagem registrada no país. A meta do governo federal é economizar R$ 278 milhões, valor 31% menor em comparação ao horário de verão passado, que resultou em uma economia de R$ 405 milhões.

De acordo com o Ministério de Minas e Energia, a escassez de chuvas obrigou o governo a usar energia gerada pelas usinas térmicas, que custa mais caro do que a produzida pelas hidrelétricas.

out
18

Pesquisa: 43% dos brasileiros têm contas atrasadas

Autor 0    Categorias Economia     Tags

Até o final do mês passado, 43% dos brasileiros estavam com no mínimo uma conta, carnê, prestação ou dívida com pagamento atrasado. Uma parcela de 31% dessas pessoas está há um período entre três meses e mais de um ano sem quitar a fatura mensal do cartão de crédito. O atraso na complementação necessária para sair do cheque especial é pouco menor: 25% delas têm dívidas nessa modalidade.

Os dados são de uma pesquisa que ouviu 2.486 pessoas de todas as regiões do país, entre 13 e 25 de agosto, realizada pela Cristina Panella Planejamento e Pesquisa com a agência Leadpix.

out
16

Economia cresce 0,27% em agosto, segundo ‘prévia do PIB’ do Banco Central

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A economia brasileira cresceu 0,27% em agosto em relação a julho, no segundo mês seguido de alta, de acordo com dados do Banco Central divulgados nesta quinta-feira (16). Na comparação com agosto do ano passado, a atividade econômica registrou queda de 0,15%. Em julho, o índice tinha subido 1,5%, no melhor resultado mensal desde 2008.

No acumulado do ano até agosto, a economia apresenta leve alta de 0,04%, segundo dados do BC. Em 12 meses, o crescimento é de 0,93%. O IBC-Br incorpora estimativas para a produção nos três setores básicos da economia: serviços, indústria e agropecuária.

out
11

Primeira parcela do FPM de outubro tem 4,3% de aumento em termos reais

Autor 0    Categorias Economia     Tags

O repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), referente à primeira parcela de outubro, será de R$ 2.314.206.315,86. O montante partilhado entre as prefeituras entrou nas contas nesta sexta-feira (10). No entanto, a cifra leva em consideração o percentual destinado ao Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb); sem essa retenção, em valores brutos, o valor chega R$ 2.892.757.894,83.

Conforme cálculos da Confederação Nacional de Municípios (CNM), em termos reais, o primeiro repasse do Fundo apresenta aumento de 16,0% em relação ao repasse feito no mesmo período do ano passado. E ao somá-lo com o acumulado de 2014, o FPM apresenta crescimento de 4,3%, em termos reais, estando em torno de R$ 61 bilhões. No mesmo período de 2013, o acumulado estava na média dos R$ 58 bilhões.

Em relação à última projeção da Receita Federal do Brasil, divulgada no início de setembro, o repasse total do mês de outubro deve ser 2% maior que o valor total transferido aos Municípios em setembro. Mas, conforme ocorre historicamente no FPM, esse 1.º decêndio do mês está 13,85% menor, se comparado com o primeiro repasse feito no mês passado.

out
6

Mercado estima leve alta para inflação em 2014

Autor 0    Categorias Economia     Tags

Pela terceira vez nas últimas semanas, analistas do mercado financeiro e investidores elevaram a estimativa de inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – considerada a inflação ofical do país. A nova expectativa para 2014 passou de 6,31% para 6,32%.

Para o crescimento da economia, o pessimismo permanece e o setor projeta 0,24% e não mais 0,29% como no levantamento anterior, com a produção industrial negativa e em queda de 2,14%.

Houve elevação também na projeção do câmbio, que passou de R$ 2,35 para R$ 2,40. O mercado financeiro não alterou a perspectiva para taxa básica de juros (Selic), mantida em 11% ao ano, com a dívida liquida do setor público em 35% em proporção do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todas as riquezas produzidas no país.

set
16

Maioria dos brasileiros não poupa, diz pesquisa

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A maioria dos brasileiros não se preocupa em poupar. Esta é a conclusão de uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (15) pela Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi), que reúne 75 seguradoras e entidades de previdência privada no país.

No levantamento, 78% dos entrevistados declararam não ter uma reserva financeira, enquanto 30% disseram poupar parte da renda mensal.

O estudo, realizado pelo instituto Ipsos, entrevistou 1,5 mil brasileiros com idade entre 20 e mais de 60 anos, pertencentes a todas as classes sociais. A pesquisa foi realizada em domicílios localizados nas cinco regiões do país.
Maioria guarda até 10% da renda

Entre os poupadores, a maioria (52%) guarda até 10% do orçamento mensal, e 26% conseguem reservar entre 10% e 20% do orçamento do mês. Apenas 2% conseguem poupar 40% ou mais do que ganha por mês.

set
15

Aberta Restituições do quarto lote do IR

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A Receita Federal credita hoje (15) a restituição do Imposto de Renda 2014 para 2.056.114 contribuintes. Serão depositados neste quarto lote cerca de R$ 2,4 bilhões. Desse total, R$ 168.078.903,86 são destinados a contribuintes idosos. Têm prioridade ainda as pessoas com alguma deficiência física, mental ou doença grave.

O restante – cerca de R$ 2,2 bilhões – será destinado a 2.020.902 contribuintes que apresentaram declarações nos anos 2013 (ano-calendário 2012), 2012 (ano-calendário 2011), 2011 (ano-calendário 2010), 2010 (ano-calendário 2009), 2009 (ano-calendário 2008) e 2008 (ano-calendário 2007).

set
7

Preço da energia elétrica já acumula alta de 11,66% no ano

Autor 0    Categorias Economia     Tags

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 0,1% em julho para 0,25% em agosto e, apesar de ter ficado dentro das previsões dos especialistas, a taxa em 12 meses chegou a 6,51%, rompendo o teto da meta do governo pela segunda vez este ano. A tarifa de energia elétrica subiu 1,75% no mês e já acumula alta de 11,66% no ano, a maior entre os grupos dos preços administrados – aqueles cujos reajustes são controlados pelo governo. Nos últimos 12 meses, o avanço chega a 13,58%, mais que o dobro da inflação no período.

Esse salto é decorrente dos reajustes autorizados pelo governo para as distribuidoras de energia, afetadas pela prolongada estiagem, que exigiu um uso mais intensivo das termelétricas, cujo custo de operação é maior. Até agora, 50 concessionárias aumentaram tarifas, com percentual de 17,72%, em média. Para 40 delas, a correção superou a inflação dos últimos 12 meses.

O maior aumento foi anunciado recentemente pela Elektro: 35,77%. A concessionária atende a 2,4 milhões de unidades consumidoras em 233 municípios paulistas. Para os próximos meses, há outros 14 reajustes previstos.

set
7

Lotofácil da Independência sorteia R$ 80 milhões hoje

Autor 0    Categorias Economia     Tags

O concurso nº 1.102 da Lotofácil da Independência, concurso especial das Loterias Caixa realizado em comemoração à Proclamação da Independência do Brasil, tem estimativa inicial de prêmio de nada menos que 80 milhões de reais.

O sorteio será realizado a partir das 10h, no Caminhão da Sorte da Caixa – que estará no Parque da Independência, em São Paulo (SP) – e será transmitido ao vivo pela Rede TV!, no programa Momento da Sorte.

Assim como os outros concursos especiais, na Lotofácil da Independência o prêmio principal não acumula. Se não houver nenhum ganhador na faixa principal (15 números) o prêmio será dividido entre os sorteados da 2ª faixa (14 números) e assim por diante.

set
6

Receita abre consulta à restituição do IR

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A Receita Federal liberará na segunda-feira, a partir das 9h, a consulta ao quarto lote de restituição do Imposto de Renda (IR) Pessoa Física 2014. Ao todo, serão contemplados 2.020.902 contribuintes, totalizando mais de R$ 2,2 bilhões. No lote, estão também incluídos contribuintes que caíram na malha fina entre 2008 e 2013. A consulta pode ser feita no site da Receita.

O crédito bancário para 2.056.114 contribuintes será realizado no dia 15 de setembro, totalizando o valor de R$ 2,4 bilhões. Desse total, R$ 168.078.903,86 são destinados a contribuintes idosos. Têm prioridade ainda a pessoas com alguma deficiência física, mental ou moléstia grave.

set
4

BB reabre linha de crédito para empresas pagarem 13º aos empregados

Autor 0    Categorias Economia     Tags

O Banco do Brasil reabriu hoje (4) linha de capital de giro para as empresas viabilizarem o pagamento do décimo terceiro salário dos empregados. A linha possibilita o financiamento de até 100% da folha de pagamento acrescidos dos encargos sociais incidentes.

O empréstimo é direcionado a empresas com faturamento bruto de até R$ 25 milhões por ano. O prazo de pagamento pode chegar a até 24 parcelas, com até 90 dias de carência para o pagamento da primeira parcela de capital. A estimativa do banco é atingir R$ 1 bilhão em desembolsos, ante os R$ 700 milhões aplicados no ano passado.

set
2

Banco do Brasil reduz juros para financiamento de veículos

Autor 0    Categorias Economia     Tags

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira, dia 1°, que passou a oferecer, a partir de hoje, taxas promocionais a partir de 0,97% ao mês para financiar veículos novos e 1,18% ao mês para veículos usados, com prazo de até 60 meses. A linha de crédito está disponível aos correntistas nas agências do Banco do Brasil. A contratação está sujeita à aprovação de crédito.

O financiamento, que é de até 100% do valor do veículo, tem até 180 dias de carência. O cliente poderá escolher até dois meses por ano sem cobrança da prestação mensal, e não há cobrança de tarifas na operação. As taxas variam conforme o nível de relacionamento do cliente com o BB e as características da operação (porcentual de entrada, prazo e ano de fabricação do veículo).

set
2

Produção industrial no Brasil sobe 0,7%

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A produção industrial brasileira voltou a crescer em julho depois de cinco meses seguidos de queda, com alta de 0,7 por cento frente a junho, num resultado melhor do que o esperado para o começo do semestre, mas que não deve representar o início de uma tendência de recuperação para o setor.

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a produção industrial caiu 3,6 por cento em julho, quinta taxa negativa seguida, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira.

Pesquisa da Reuters junto a economistas mostrou que as medianas apontavam alta da atividade de 0,5 por cento na comparação mensal e recuo de 3,7 por cento sobre um ano antes. O resultado melhor do que o esperado sustentava a alta dos juros futuros nesta sessão.

ago
29

Economia encolhe 0,6% no segundo trimestre, e Brasil entra em recessão

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A economia brasileira, medida pelo PIB (Produto Interno Bruto), encolheu 0,6% no 2º trimestre em relação aos três meses anteriores. Além disso, os resultados do 1º trimestre foram revisados de alta de 0,2% para queda de 0,2%.

Com dois trimestres seguidos de resultado negativo, considera-se tecnicamente que o país está em recessão. Isso não acontecia desde a crise financeira global de 2008 e 2009.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (29) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).  Em valores correntes, o PIB do 2º trimestre alcançou R$ 1,27 trilhão. Em relação ao mesmo período do ano passado, a queda foi ainda maior: de 0,9%.

No acumulado do 1º semestre, houve crescimento de 0,5% em relação a igual período de 2013. O PIB acumulado nos quatro trimestres terminados em junho de 2014 teve crescimento de 1,4% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores.

Após a divulgação do resultado do 1º trimestre, no final de maio, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, tinha dito que a Copa do Mundo ajudaria a impulsionar os setores de comércio e serviços, e que o resultado do PIB no 2º trimestre provavelmente seria melhor.

ago
27

Juros bancários de pessoa física é maior do Nordeste

Autor 0    Categorias Economia     Tags

Segundo números divulgados pelo Banco Central nesta terça-feira (26), a taxa média de juros cobrada das famílias pelos bancos subiu pelo sétimo mês seguido em julho, para 43,2% ao ano. E atingiu, novamente, o maior patamar desde que o Banco Central começou a divulgar esses dados, em março de 2011. Em junho, a taxa estava em 43% ao ano.

Desde março deste ano, quando a autoridade monetária deu as primeiras sinalizações que poderia interromper o processo de alta dos juros básicos da economia, o que já gerou reflexo na curva de juros (usada como base para o quanto os bancos pagam pelos recursos), a taxa de captação dos bancos, que estava em 12,5% ao ano, recuou para 11,5% ao ano – patamar de julho. Ou seja, uma queda de um ponto percentual.

Mesmo assim, as instituições financeiras continuaram subindo os juros cobrados das pessoas físicas e das empresas. Em março deste ano, a taxa cobrada das pessoas físicas, nas operações com recursos livres, estava em 41,6% ao ano, passando para 43,2% ao ano em julho deste ano. Um aumento de 1,6 ponto percentual.

ago
12

Gasolina deve subir de 5,5% a 6% após eleições

Autor 0    Categorias Economia     Tags

O governo federal deve elevar o preço da gasolina nas refinarias entre 5,5 e 6 por cento neste ano após as eleições de outubro, afirmou nesta segunda-feira uma fonte do governo próxima ao núcleo do Executivo.

O cálculo do reajuste ainda é preliminar e servirá para dar algum alívio aos preços para a Petrobras, segundo a fonte. A estatal vem trabalhando com preços defasados se comparados com o mercado internacional, o que causa prejuízos na sua área de abastecimento.

A decisão pelo aumento agora leva em conta o arrefecimento que a inflação deve dar neste segundo semestre, a necessidade de fortalecer o caixa da companhia e a regra de elevação anual do preço dos combustíveis. Na semana passada, em entrevista, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, já havia indicado que os preços da gasolina seriam elevados em 2014.

A última vez que houve reajuste nos preços da gasolina foi em novembro do ano passado, quando a Petrobras anunciou aumento médio de 4 por cento da gasolina e de 8 por cento no diesel nas refinarias.

ago
9

Produto pago em dinheiro e cartão de crédito poderá ter preço diferente

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A opção do cliente na hora de pagar por um produto pode fazer diferença no bolso. As compras em cartão de crédito podem ficar mais caras. Isso porque o plenário do Senado aprovou na quarta-feira, dia 6, o Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 31/2013, que permite ao comerciante estabelecer preços diferentes para o mesmo produto se o pagamento for feito em dinheiro ou no cartão de crédito.

A discussão foi polêmica. Os senadores Delcídio Amaral (PT-MS) e Vicente Claudino (PTB-PI) tentaram impedir a votação da proposta em plenário com a apresentação de um requerimento para que o tema fosse debatido antes nas comissões de Assuntos Econômicos e de Fiscalização e Controle. O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), também fez um apelo para que a matéria não fosse a plenário, mas o grupo foi vencido pela maioria.

ago
8

Inflação fica quase estável em julho e é a menor desde 2010, diz IBGE

Autor 0    Categorias Economia     Tags

Os preços no Brasil tiveram leve alta de 0,01% em julho em relação a junho, de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial.

É a menor taxa mensal desde 2010, quando também foi registrada leve alta de 0,01% nos preços em julho. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (8) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em julho de 2013, a taxa tinha ficado quase estável, com leve alta de 0,03%, ajudada pela queda no preço das passagens de ônibus, após as manifestações que tomaram as ruas do país.

Com esse resultado, a inflação oficial acumulada em 12 meses é ficou em 6,5%, voltando ao limite máximo da meta do governo.

A meta do Banco Central é manter a alta dos preços em 4,5% ao ano, mas são aceitos dois pontos percentuais para cima ou para baixo (ou seja, variando de 2,5% a 6,5%).

ago
8

Receita libera consulta a terceiro lote de restituições do IR 2014

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A Receita Federal liberou nesta sexta-feira (8) a consulta ao terceiro lote de restituições do Imposto de Renda de 2014 (ano-base 2013). Foi liberada também a consulta a lotes residuais de 2013, 2012, 2011, 2010, 2009 e 2008. Para saber se teve a restituição liberada, o contribuinte pode acessar o site da Receita Federal ou ligar para o Receitafone, no número 146.

O dinheiro das restituições será depositado no próximo dia 15 (sexta-feira) na agência bancária indicada pelo contribuinte ao fazer a declaração. O valor é corrigido pela Selic (taxa básica de juros), mas, após cair na conta, não recebe nenhuma atualização. No total, 1.593.513 contribuintes vão receber a restituição desta vez. Eles vão receber, juntos, mais de R$ 1,9 bilhão.

ago
3

Copa do Mundo agrava crise da indústria

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A Copa do Mundo potencializou a perda de dinamismo que caracteriza a indústria desde o último trimestre do ano passado. Em junho, a produção industrial recuou 6,9% em comparação a igual mês de 2013, o pior resultado desde setembro de 2009.

A redução de números de dias trabalhados e a concessão de férias coletivas pesaram no resultado, principalmente das montadoras.

Em relação a maio, a produção recuou 1,4%, informou ontem (1) o IBGE. A queda foi menos intensa do que o esperado em média por analistas (-2,4%), mas contribuiu para recuo de 2% na produção no segundo trimestre, reforçando a perspectiva de retração no Produto Interno Bruto (PIB, soma da renda gerada no País) de abril a junho. O ritmo fraco deve ter reflexos também nos investimentos.

Copa

O recuo da produção em junho foi o quarto seguido tanto na comparação mensal quanto anual, mas a realização da Copa foi o que tornou a perda mais aguda e espalhada. Em maio, o recuo foi de 0,8%.

“A magnitude da queda tem relação direta com menor número de dias trabalhados, férias coletivas e cortes de turnos de trabalho, que ficaram como uma marca de junho”, disse André Macedo, gerente da Coordenação da Indústria do IBGE.

TVs

A fabricação de televisores, que até abril impulsionou a indústria, caiu 29,6% em junho. Já os bens de consumo duráveis e os bens de capital tiveram as perdas mais expressivas e são as categorias que mais pressionam a indústria.

O destaque ficou com os veículos, cuja produção recuou 12,1% em relação a maio. Na comparação com junho de 2013, a queda foi de 36,3%, a maior desde dezembro de 2008 (-51%). “As estatísticas de estoque do setor estão completamente fora de seu padrão habitual”, detalhou Macedo.

Fornecedores da indústria de veículos também foram afetados, como autopeças, produtos químicos, borrachas e plásticos, máquinas, aparelhos e materiais elétricos e metalurgia.

Além disso, a formação de estoques está por trás das perdas na fabricação de produtos têxteis, máquinas e aparelhos elétricos, máquinas e equipamentos e calçados, citou Macedo.

“A abertura dos dados da produção de junho ante maio mostrou uma queda disseminada em vários setores, o que dá uma dimensão de paralisia generalizada da economia”, avaliou a economista Alessandra Ribeiro, da consultoria Tendências.

Petróleo

Por outro lado, alguns segmentos conseguiram fugir à tendência e ampliaram a produção, entre eles coque e derivados de petróleo. Nos alimentos, a alta foi puxada pela antecipação da safra e do processamento de açúcar.

A despeito do efeito da Copa em junho, a desaceleração na indústria não é pontual. Desde outubro de 2013, o recuo acumulado é de 6,5%. “A menor evolução da demanda doméstica, o cenário externo adverso, a restrição no crédito por encarecimento ou endividamento das famílias marcam 2014″, diz Macedo, do IBGE. Em julho, é possível que os dias úteis a menos afetem novamente o desempenho da indústria, já que a Copa terminou no dia 13.

Para o economista-chefe da Western Asset, Adauto Lima, a produção deverá apresentar ligeira melhora em agosto, a depender da redução dos estoques. “As empresas ainda estão reportando estoques indesejáveis. Isso deve segurar a produção em julho. Talvez em agosto melhore, mas, no geral, o terceiro trimestre deve ser fraco.”

jul
31

Crise: Venda para o Dia dos Pais pode ser a menor desde 2004

Autor 0    Categorias Economia     Tags

O Dia dos Pais deverá movimentar cerca de R$ 4,4 bilhões no comércio varejista, gerando crescimento de 4,3% nas vendas, em relação ao ano passado. Os números divulgados hoje (30) pela CNC indicam que, apesar do crescimento em relação ao ano passado, esta deverá ser a menor alta nas vendas do varejo para a data desde 2004 (portanto dos últimos 10 anos), quando o dia dos pais teve crescimento de 1,6%. Na avaliação do economista da CNC, Fabio Bentes, o ritmo mais fraco das vendas no próximo dia dos pais resultará principalmente do encarecimento do crédito.

jul
30

Pagamento dos servidores estaduais começa nesta quinta-feira (31)

Autor 0    Categorias Economia, Estado     Tags

As Secretarias de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) e da Administração e dos Recursos Humanos (Searh) divulgaram o calendário de pagamento dos salários dos servidores estaduais relativo ao mês de julho, que será da seguinte forma:

Nesta quinta-feira (31) será creditado o pagamento de todos os servidores da Segurança, Saúde e Educação (inclusive UERN), bem como todos os servidores do DETRAN, IDEMA, DEI, JUCERN e IPEM, independente do valor do salário, que representam um total de 60.055 servidores;

Ainda na quinta-feira, a partir do meio-dia, recebem os servidores ativos e inativos das demais áreas que ganham até R$ 2 mil líquidos – que somam 33.409 servidores;

No dia 08 de agosto, sexta-feira, serão creditados os salários dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 2 mil líquidos – 9.377 servidores no total.

93.464 servidores receberão o pagamento dentro do mês, o que equivale a 91% da folha do Estado. Os outros 9% (9.377 servidores) receberão no dia 08 de agosto.

jul
30

Dieese: Taxa de desemprego registrada de 10,8% em junho.

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A taxa de desemprego passou de 10,9%, em maio, para 10,8% em junho, segundo dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego, divulgada nesta quarta-feira (30) pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos) e pela Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados).

O levantamento é realizado nas regiões metropolitanas de São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Recife (PE) e Fortaleza (CE). O nível de ocupação subiu em Fortaleza (1,4%), Belo Horizonte (0,9%) e Recife (0,4%) e permaneceu em relativa estabilidade em Porto Alegre (-0,1%) e São Paulo (-0,1%). Houve redução em Salvador (0,6%).

jul
23

Governo arrecada quase 100 bilhões de reais em impostos no mês de junho

Autor 0    Categorias Economia     Tags

O governo federal arrecadou R$ 91,387 bilhões em impostos e contribuições em junho, de acordo com informações divulgadas pela Receita Federal nesta quarta-feira (22). O valor representa uma alta real (acima da inflação) de 0,13% sobre a arrecadação do mesmo mês no ano passado.

Analistas consultados pela agência de notícias Reuters esperavam que a arrecadação ficasse próxima dos R$ 90 bilhões. Em maio, o governo tinha arrecadado R$ 87,9 bilhões, registrando a primeira queda mensal na arrecadação em 2014. No acumulado do ano até junho, a arrecadação somou R$ 578,594 bilhões, um aumento real de 0,28% em relação ao primeiro semestre de 2013. 

jul
22

Ovos de Ouro: Preço do ovo volta a ter alta

Autor 0    Categorias Economia     Tags

Depois de um cenário predominantemente de quedas desde a Quaresma, os preços dos ovos reagiram com força na última semana, como resultado do aquecimento na demanda. Foi o que informou, nesta segunda-feira (21) o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

“Os maiores aumentos ocorreram para o vermelho, que já vinha sendo menos ofertado em relação ao branco. Com a volta às aulas na maioria das escolas públicas, o consumo de merendas começou a se reaquecer, permitindo um maior escoamento dos estoques. Além disso, o fim da Copa do Mundo tem ajudado a regularizar a dinâmica de comercialização.”

A maior valorização foi registrada em Mirandópolis/Guararapes, onde o atacadista pagou, em média, R$ 73,95 pela caixa do ovo vermelho e R$ 58,95 pela caixa do ovo branco a retirar, no dia 18, aumentos de 14,3% e 6,5% em sete dias, respectivamente.

jul
21

Dívidas em atraso caem 1,1% no 1º semestre, aponta Serasa

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A inadimplência do consumidor (dívidas atrasadas em mais de 90 dias) caiu 1,1% no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (21) pela Serasa Experian. Só em junho, o indicador caiu 1,4% em relação a maio e subiu 3% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Segundo os economistas da Serasa Experian, apesar de o indicador ter acumulado queda no primeiro semestre, a tendência para o restante do ano é de alta.

Inflação e juros elevados, além do enfraquecimento da economia e do mercado de trabalho deverão fazer os níveis de inadimplência do consumidor subirem.

Segundo a Serasa, o indicador considera as variações registradas no número de cheques sem fundos, títulos protestados, dívidas vencidas com bancos e dívidas não bancárias (lojas em geral, cartões de crédito, financeiras, prestadoras de serviços como fornecimento de energia elétrica, água e telefonia, entre outros).

jul
18

Economia: Brasil continua líder mundial em juros reais

Autor 0    Categorias Economia     Tags

Pela segunda vez consecutiva, o Comitê de Política Monetária do Banco Central decidiu não mexer na Selic. A taxa básica de juros da economia, que chegou a atingir 7,25% em março do ano passado, continua em 11%. A manutenção, no entanto, é insuficiente para tirar o Brasil do primeiro lugar no ranking dos maiores pagadores de juros reais do mundo.

De acordo com um levantamento feito todos os meses pelo site MoneYou com 40 países, os juros reais do Brasil estão em 4,21%. O segundo lugar fica com a China, com 3,41%.

No final da lista aparecem Argentina e Venezuela, com juros de -14,70 % e -28,16%, respectivamente. A conta é feita subtraindo a taxa de inflação dos últimos 12 meses da taxa de juros nominal.

jul
15

Receita paga segundo lote de restituição do IR

Autor 0    Categorias Economia     Tags

A Receita Federal paga nesta terça-feira o crédito referente ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. Serão contemplados 1.060.473 contribuintes, somando R$ 1,6 bilhão. 

Serão depositados também valores de seis lotes residuais (declarações que estavam retidas na malha fina) de exercícios entre 2013 e 2008. Com isso, o valor total a ser liberado chegará a R$ 1,8 bilhão e abrangerá 1.122.154 contribuintes.

jul
11

Segundo a Fecomércio, turistas gastaram mais de 600 milhões em Natal durante a Copa

Autor 0    Categorias Economia     Tags

Os cerca de 180 mil turistas que visitaram Natal no período de 12 a 25 de junho, durante os jogos da Copa do Mundo Fifa 2014 na capital potiguar, gastaram, em média, R$ 3.708,23 cada um, considerando apenas os valores de refeições, estadia, deslocamento e lazer. Isso quer dizer que, juntos, estes visitantes injetaram cerca de R$ 667 milhões na nossa economia.

Além disso, a grande maioria deles (69,6%) veio pela primeira vez à cidade e pretende voltar em outra oportunidade (69,2%). Os números fazem parte da pesquisa “Perfil dos turistas presentes em Natal durante a Copa do Mundo Fifa 2014”, realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC), ligado à Fecomércio RN.

O levantamento mostra que de uma maneira geral o perfil dos nossos visitantes foi de pessoas com idades entre 35 e 59 anos (49,4%), que vieram com suas famílias (46,4%) e de alta renda familiar mensal – 47,4% dos entrevistados têm rendimento entre R$ 7 mil e R$ 15 mil. O México (11,9%), os Estados Unidos (11,1%) e o Japão (10,3%) foram os países que mais enviaram visitantes para Natal. Já entre os turistas nacionais, os estados de São Paulo (8,9%), Rio de Janeiro (6,3%),  Pernambuco (2,9%) e Paraíba (2,8%) lideram a lista de emissores.

jul
9

Primeira parcela do FPM de julho será 29,9% superior a do ano passado

Autor 0    Categorias Economia     Tags

O primeiro decêndio de julho do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) será de R$ 2.401.964.817,77 – descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, o montante é de R$ 3.002.456.022,21. O deposito será feito nesta quinta-feira, 10 de julho.

De acordo com análise da Confederação Nacional de Municípios (CNM), este primeiro repasse apresenta aumento de 29,9% (em valores nominais, sem considerar a inflação), em relação ao mesmo decêndio do ano passado. Com isto, o acumulado de 2014 chegou a R$ 44,502 bilhões – crescimentos de 4,9% em termos reais. No mesmo período de 2013, o acumulado ficou em R$ 42,438 bilhões.

Página 1 de 2312345...1020...Última »
Siga-nos no Twitter! Siga-nos no Twitter!
@blogdoserido

Twitter

    Últimas

    Arquivos

    Lista de Links

    Previsão do Tempo

    Visitas ao Blog do Seridó